Logomarca

Um jornal a serviço do MS. Desde 2007 | Terça, 20 de Abril de 2021

Política

PSDB pode abrir vice para Moacyr da Vacaria que também é sondado pelo MDB

As articulações nos bastidores as vésperas do prazo final das convenções partidárias que se encerram na próxima quinta-feira, dia 11 de março, tem movimentado o meio político da cidade de Sidrolândia.

Marcos Tomé/Região News

06 de Março de 2021 - 10:34

PSDB pode abrir vice para Moacyr da Vacaria que também é sondado pelo MDB
Empresário Moacyr de Almeida e ex-prefeito Enelvo Felini. Foto: Marco Tomé/Arquivo RN

As articulações nos bastidores as vésperas do prazo final das convenções partidárias que se encerram na próxima quinta-feira, dia 11 de março, tem movimentado o meio político da cidade de Sidrolândia que terá eleição suplementar no dia 11 de abril, quando os 31.288 eleitores retornarão as urnas para eleger prefeito e vice.

O Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) deve intensificar as discussões para atrair para seu palanque o empresário Moacyr de Almeida Filho, a quem já foi lhe oferecida a vaga de vice na chapa encabeçada pelo ex-prefeito, Enelvo Felini. A informação foi confirmada pelo empresário durante entrevista por telefone ao RN.

Estamos conversando sim. Estou em São Paulo resolvendo umas questões empresariais para que eu possa retornar e me dedicar exclusivamente as questões politicas, mas já mantive conversas com a cúpula do PSDB que nos deixou muito a vontade quanto a indicação do vice”, revela Almeida.

O empresário não confirmou se já dá como certa a aliança com os tucanos; se limitou em afirmar que ao retornar de viagem, na segunda-feira, vai se dedicar as articulações. “Estou me organizando para disputar a prefeitura de Sidrolândia. Conversas existem e tem pra todos os gostos. Devo me reunir com o deputado Lídio Lopes e tomar uma decisão em grupo”, argumenta.

Segundo Moacyr da Vacaria, o MDB, partido do candidato mais votado na eleição passada, Daltro Fiuza, que teve o registro indeferido pelo TSE e consequentemente provocado esta eleição suplementar, tem dado gestos de uma aproximação também visando uma composição para disputar o próximo pleito.

“O MDB tem sua história e obviamente, seu valor. Já recebi vários telefonemas de dirigentes e lideranças ligadas ao ex-prefeito Daltro, pessoa que tenho muito apreço e admiração, mas tudo será definido a partir de segunda-feira, quando iremos nos reunir e tomar uma decisão. Provavelmente faremos nossa convenção no dia 11, último dia do prazo legal”, informa.

Quando questionado sobre a possibilidade de ser candidato a vice na chapa de Enelvo, foi cauteloso, mas afirmou que esta condição seria a mínima diante da representatividade politica que seu partido, o Patriotas, consolidou nas urnas. “Não digo nem que sim, nem que não, mas penso que uma composição com o PSDB partiria deste principio”, destaca.

O advogado Kennedi Forgiarini, presidente do Diretório Municipal do Partido Progressista (PP), foi o candidato a vice na chapa de Felini na eleição de 15 de novembro passado numa articulação que envolveu o deputado estadual, Gerson Claro, principal liderança do partido na cidade.

Caso o nome do Kennedi seja substituído por de Moacyr Almeida, os tucanos terão pela frente uma nova missão; convencer os progressistas na mudança de estratégia, tarefa que não deverá ser fácil já que a prefeita interina, Vanda Camilo, que também é do PP tem tentado se viabilizar como candidata a prefeita.